Wednesday, January 8, 2020

Ministérios Pão Diário - O apagador de dívidas

https://paodiario.org/2020/01/08/o-apagador-de-dividas/

O apagador de dívidas

Leia: Salmo 103:1-12 | A Bíblia em um ano: GÊNESIS 20–22; MATEUS 6:19-34

De nós ele afastou nossos pecados, tanto como o Oriente está longe do Ocidente.
—Salmo 103:12

Segurei as lágrimas ao revisar minhas despesas médicas. Com o severo corte no salário do meu marido após o desemprego prolongado, pagar metade do saldo exigiria anos de parcelas mensais. Orei antes de ligar para o consultório do médico para explicar-lhe nossa situação e solicitar um plano de pagamento. Porém, o recepcionista me informou que o médico tinha perdoado a nossa dívida.

Soluçando, agradeci. A generosidade me encheu de gratidão. Desliguei o telefone e louvei a Deus. Pensei em guardar a conta do médico como uma lembrança do que Deus tinha feito.

A decisão do médico em perdoar minha dívida me trouxe à mente a escolha de Deus em perdoar a dívida insuperável dos meus pecados. As Escrituras nos asseguram que Deus é “compassivo e misericordioso” e “lento para se irar e cheio de amor” (v.8). Ele “nem nos trata como merecemos” (v.10).

Ele remove nossos pecados, “tanto como o Oriente está longe do Ocidente” (v.12), quando nos arrependemos e aceitamos Cristo como nosso Salvador. Seu sacrifício apaga completamente a nossa dívida passada.

Uma vez perdoados, não somos definidos nem limitados por nossa dívida antiga. Em resposta à graciosa dádiva do Senhor, podemos reconhecer tudo o que Ele fez. Oferecendo a nossa dedicada adoração e grato afeto, podemos viver para Ele e compartilhá-lo com os outros.
Pai, obrigado por apagares completamente a nossa dívida quando colocamos nossa confiança em ti.
A dívida impagável que contraímos pelo pecado é apagada pelo nosso Deus misericordioso.


© 2020 Ministérios Pão Diário
Segurei as lágrimas ao revisar minhas despesas médicas. Com o severo corte no salário do meu marido após o desemprego prolongado, pagar metade do saldo exigiria anos de parcelas mensais.

No comments:

Post a Comment